Depois de nove anos encerrado ao tráfego aéreo, o Aeroporto de Kamakenzo, na cidade do Dundo, província da Lunda-Norte, recebe hoje o avião inaugural, que leva a bordo uma delegação que integra o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás.

A cidade do Dundo, que dista mais de mil quilómetros de Luanda, fica agora “mais próxima” com a reabertura do Aeroporto local, cuja cerimónia será presidida pelo ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás. A reabertura do Aeroporto vai encurtar o tempo de viagem por estrada de mais de 16 horas para uma hora e 20 minutos (tempo de viagem de avião). Os trabalhos de reabilitação e modernização da Aerogare e da pista, executados pela empresa brasileira Andrade Gutirrez, foram coordenados pela ENANA. Depois da intervenção, a nova aerogare passa a ter capacidade para receber 200 passageiros nas horas de pico, contra os 20 anteriores. “A sala de embarque quase não existia.

Era apenas um lugar de transição sem condições nenhuma”, disse Domingos José, o director do aeroporto. Na sequência das obras, a pista foi ampliada de 1800 metros para 2500 de cumprimento, 45 de largura e 15 de bermas, permitindo a aterragem em segurança de aviões de grande porte. Em função deste acréscimo, o Director Domingos José acredita que o aeroporto vai impulsionar a economia da região.

A nova aerogare reserva espaços para lojas, serviços bancários, alfândegas e outras instituições que fazem parte da comunidade aeroportuária, assim como conta com equipamentos modernos na torre de controlo, área de Raio-x e não só. Durante o período de encerramento do aeroporto do Kamakenzo (2008), Saurimo servia de alternativa para os passageiros que tinham como destino a Lunda-Norte através da TAAG.

Mais de 10 aeroportos reabilitados

Desde 2002 foram reabilitados e modernizados mais de 10 aeroportos pelo país. Beneficiaram de obras os aeroportos de Ondjiva (Cunene), do Huambo, “17 de Setembro e o da Catumbela”, na província de Benguela, do Namibe, do Lubango, do Soyo, do Uíge, Malanje, Lundas Sul e Norte, Menongue, Cuito Cuanvale, Cuanza-Norte e Cabinda (em obras de modernização).

200

É o númeor de passageiros que a nova aerogare vai receber em hora de pico. A aerogare vai ter vários serviços.

2 500

Metros é a dimensão da pista, cujo avião critico é o Boeing 737-200, operado pela TAAG.

Comentários

comentários