A empresa angolana de telecomunicações, Angola Cables, comercializou 200 Gigabytes do cabo de fibra óptica SACS (Sistema de Cabo Sul Atlântico).

Segundo o presidente da Comissão Executiva da Angola Cables, António Nunes, cerca de 200 Gigabytes já foram vendidos a operadoras internacionais de países como Estados Unidos da América (EUA), Brasil e outros da América Latina.

“Há muita adesão naquilo que se refere à adesão aos produtos do SACS”, e acrescenta “principalmente por parte de outros países”. O gestor referiu que neste momento estão abertas as inscrições para clientes potenciais interessados em fazer reservas no âmbito do SACS. Enfatizou que a instalação do cabo SACS é o concretizar de um sonho, uma vez que o projecto teve início em 2009.

“A instalação do SACS representa a concretização de um sonho, um desenvolvimento que traduz a nossa capacidade de encontrar soluções e ultrapassar desafios, tendo sempre em vista o seu objectivo final”, exaltou António Nunes. António Nunes acredita que o investimento aplicado no projecto, cerca de USD 260 milhões, poderá ter um retorno de sete anos no máximo.

Salientando que actualmente os processos económicos estão baseados numa economia digital, António Nunes considerou que a implementação de infraestruturas do género, oferecerá a oportunidade para o país se inserir no fluxo económico mundial. “Estamos a dar um passo em frente, ao invés de esperar que as coisas aconteçam”, concluiu.

Comentários

comentários