António Alegre já não é treinador da Académica do Lobito devido aos maus resultados no Girabola Zap, segundo uma fonte daquele clube na província de Benguela.

A derrota de Quarta-feira, por duas bolas a zero frente ao Desportivo da Huíla, agudizou a situação do treinador na formação lobitanga. Depois do jogo, os adeptos pediam a “cabeça” do treinador. Estes alegavam que não tinha competência para continuar à frente da equipa que joga no Estádio do Buraco.

O técnico, como não queria dar o corpo as balas, rescindiu amigavelmente o seu vínculo contratual com a direcção da Académica do Lobito. A fonte deste jornal disse que António Alegre não se entendia com a direcção do clube, bem como com alguns jogadores. Isto resultou a partir do momento em que decidiu trocar de estádio, ou seja, trocar o Estádio do Buraco para o Ombaka, em Benguela.

Feito isto, na primeira jornada do Girabola Zap, a Académica do Lobito foi goleada pelo Kabuscorp. A equipa de Luanda venceu por três bolas a zero. Assim, na lista das chicotadas psicológicas, António Alegre segue Paulo Figueiredo, que orientava o Progresso da Lunda-Sul, e Agostinho Tramagal, que trabalhou no JGM do Huambo.

Comentários

comentários