Ao Jornal O PAÍS

O meu grande e forte abraço a toda equipa deste diário, e o reconhecimento pelo esforço que têm vindo a empreender em produzir notícias nacionais e não só, também de carácter diversos postos à disposição dos leitores. Nos últimos dias várias operadoras de transportes públicos reforçaram as respectivas frotas de meios, de tal maneiras que é visível a sua circulação em vários espaços sociais da nossa capital, permitindo assim que vários funcionários saiam dos arredores para o centro da cidade para actividades laborais e em grande número, uma vez as principais instituições estarem concentradas ainda no centro de Luanda.

Pessoalmente, quando posso, faço uso dos mesmos para sair de Viana. O que me preocupa na verdade é a situação de higiene observado no interior dos autocarros de quase todas operadoras, sem excluir esta ou aquela. Sem menosprezar, apesar do trabalho que prestam ao público, é lastimável.

Os autocarros não apresentam condições de higiene aceitável para transportar pessoas, pois, é notável camadas de poeira nas janelas semenlhante a massa consistente ou óleo, assim como poeira e lixo por baixo dos assentos, como resultado de falta de lavagem por muito tempo.

Acho que as operadoras deveriam ( se não possuem) possuir estações de serviços para que, durante o período nocturno, os mesmos fossem submetidos a lavagem, ainda que uma vez por semana, contribuindo assim para a boa saúde não apenas dos passageiros mais também dos próprios funcionários.

Outrossim, os motoristas e cobradores das várias operadoras deveriam ser instruidos a transmitir mensagens aos utentes sobre a observância de boas práticas ligadas às questões de higiene durante o uso dos meios e, por que não, a observância também das respectivas lotações! Saudações

Comentários

comentários