Cultura

Reflexões: A maka do vizinho, que nos parece alheia

Ainda bem que já lá vai o tempo em que os Homens entendiam como uma fatalidade ser-se servo e, como obra divina , nascer-se no seio das elites sociais. Hoje é dado assente e pacificamente aceite, que a faculdade de associação dos Homens em grupos de interesse, quer seja por razões sociais, culturais, económicas ou políticas, representa uma conquista da civilização moderna. Independentemente da nossa condição social, religiosa, género, financeira,

Eva Rap Diva:Das ruas aos palcos do mundo

Aos 8 anos, por influência familiar, ganhou gosto pela música. Aos 12 já sabia que rumo seguir e mergulhou pelos ritmos da arte e poesia nas conhecidas batalhas de rua (Free style), hoje tornou-se umas das vozes mais ouvidas do rap angolano, acumulando sucesso em palcos nacionais e internacionais.

Feira internacional do livro e do disco termina com saldo positivo

Seis mil e 800 pessoas dos 6 aos 60 anos, visitaram o certame que decorreu de 6 a 9 deste mês, no hall do Palácio de Ferro, sob o signo “Criar Novos Factos Culturais”. O evento, que registou uma média diária de 170 pessoas nos primeiros três dias, expôs 14 mil obras diversas, desde académicas, científicas, políticas, religiosas, económicas, e literatura infantil, cujas vendas foram animadoras, segundo ainda fonte. A