E amanhã soa o audível tiro de partida da campanha eleitoral. O aquecimento vem sendo feito há meses, em corrida ligeira, mas que agora tende a acelerar cada vez mais. É ver quem tem fôlego. E fôlego significa militância, capacidade de comunicação com o eleitorado, propostas realistas e, neste ano, também quem traz novidades.

O MPLA quer mostrar, no Lubango, amanhã, que tem tudo isso. Escolheu a segunda maior praça eleitoral para apresentar a sua grande novidade, que é também o seu maior trunfo. Num país em que se reclama politicamente pela inovação, pela ousadia de renovar, por novos rostos, eis que o MPLA chega-se à frente e é o único a trazer um novo rosto, um novo discurso, novas propostas, ao encontro das novas vontades ditadas pelos novos tempos.

Conseguidas a independência, a paz, a reconciliação e a reconstrução nacional, uma mudança geracional altera igualmente os desígnios. Melhorar o que está bem e corrigir o que está mal é a base para o desenvolvimento. Este é o novo desafio do MPLA como Governo. Mas para isso precisa de votos, é a eles que se lança agora o início do fornecimento de electricidade.

Comentários

comentários