Editorial: A Nossa imagem

Angola precisa mesmo de limpar a sua imagem. O Estado em que está não ajuda nada na caminhada que se pretende rumo ao desenvolvimento. Desenvolvimento é também uma nova forma de estar, novas atitudes, novas responsabilidades, novo relacionamento com o bem comum e novas preocupações com o outro.

Por: Redacção OPAÍS

A selva em que todos procuram tirar o seu quinhão e em que se tira sem limites, mas também em que estes todos afinal são apenas alguns e prejudicam uma larga maioria, tem de terminar. O país tem de se olhar ao espelho, num jogo de olhos nos olhos, críticos, sinceros e perceber que a sua imagem não é nada boa. Perceber por que não querem nada connosco os correspondentes bancários internacionais, perceber por que razão as referências lá fora sobre o país passaram da guerra para a corrupção. Perceber que apenas a justiça social faz desenvolvimento. A detenção de alguns corruptos não enche a barriga de ninguém, por si só, mas estancar este mal fará muito mais gente saudável e feliz.