Fronteira Egipto-Gaza é aberta sob controlo palestino pela primeira vez em uma década

Sob o controlo da Autoridade Palestina, a fronteira entre o Egipto e Gaza foi aberta no Sábado pela primeira vez desde 2007, fomentando a esperança entre moradores de uma movimentação mais facilitada no empobrecido enclave. Um acordo de reconciliação patrocinado pelo Egipto no mês passado restaurou formalmente o controleó administrativo de Gaza pelo presidente palestino, Mahmoud Abbas, incluindo os cruzamentos fronteiriços com Israel e o Egipto, após uma divisão de 10 anos com o grupo islâmico Hamas.

Os palestinos esperam que o pacto alivie os problemas económicos de Gaza e ajude na apresentação de uma frente unida pela formação de um Estado, embora os detalhes da implementação do acordo ainda não tenham sido delineados. Citando preocupações em term,os de segurança, Egipto e Israel mantêm fortes restrições nas suas fronteiras com Gaza.

O Hamas, considerado um grupo terrorista pelo Ocidente, capturou o enclave em 2007 depois de lutar contra forças leais a Abbas. No dia 1 de novembro, o Hamas abandonou as suas posições em três cruzamentos de Gaza e entregou-os a funcionários da Autoridade Palestina, em um passo considerado vital para encorajar Israel e o Egipto a diminuir as restrições ao movimento transfronteiriço de bens e pessoas.