Médica toxicóloga apresenta livro sobre Serpentes em Angola

A médica toxicóloga Paula Regina Simões de Oliveira apresentou recentemente na Universidade Mandume Ya Ndemofayo, no Lubango, capital da província da Huila, a sua primeira obra científi ca intitulada ‘Serpentes em Angola’

Por: DJoão Katumbela, no Lubango

É uma obra que retrata os tipos de serpentes de maior importância médica e o tipo de envenenamento que podem causar. Escrito numa linguagem clara, o livro visa também dar o seu contributo na produção de soro experimental contra as mordeduras de serpentes.

A autora considera que as mordeduras de serpente são consideradas pela Organização Mundial de Saúde(OMS) como uma doença tropical negligenciada. “Esta obra faz uma abordagem desde a distribuição do tipo de serpentes de maior importância médica, isto é, aquelas que causam problemas a nível da saúde, no que toca à morbilidade e mortalidade das pessoas quando ocorrem os acidentes, o tipo de envenenamento que causam, os cuidados pré-hospitalares e hospitalares”, disse.

No Lubango, após o lançamento da obra, Paula Regina Simões de Oliveira procedeu igualmente à venda e assinatura de autógrafos, tendo dito na ocasião que o mercado literário enfrenta sérios problemas trazidos pela era digital, preterindo o livro físico.

“Há ainda muitas pessoas que não têm a cultura de adquirir livros físicos, preferindo recorrer à Internet para pesquisar”, disse a médica. Esta obra, com 159 páginas e 18 capítulos, foi lançada ofi cialmente em Luanda a 17 de Outubro, na Universidade Jean Piaget de Angola, tendo sido já comercializada nas províncias de Benguela e do Huambo.

Sobre a autora Paula Regina Simões de Oliveira nasceu aos 28 de Janeiro de 1980 na província de Luanda, é médica de profissão, mestre em educação médica e está a frequentar o doutoramento em ciências farmacêuticas na especialidade de toxicologia.