Apesar da crise há mais empresas em actividade e são criadas mais unidades empresariais

A crise não esmoreceu a dinâmica empresarial, tendo 2016 sido o ano que, desde 2013, registou mais empresas em actividade. O contexto económico do país também não arrefeceu o apetite empreendedor, pois assistiu-se, no último ano, à maior criação de empresas no país desde 2013.

Encontravam-se em actividade em Angola, no final de 2016, 46.096 empresas, mais 4.578 que no termo do ano anterior, acolhendo a Província de Luanda mais de metade (58%) do universo empresarial nacional, revela o “Anuário de Estatísticas das Empresas 2013-2016” divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Refira-se que o tecido empresarial angolano, no que respeita ao número de empresas em actividade, registou uma tendência sempre crescente entre 2013 e o final de 2016, período analisado pelo INE.

 

Mais informação encontre no jornal impresso já nas bancas!