Falta de divisas coloca “muambeiras” na rota do Luvo

As comerciantes que anteriormente faziam viagens internacionais para o Brasil, Dubai, China e alguns países da região africana, têm “driblado” a falta de divisas com viagens para o Luvo, onde podem adquirir produtos no mercado fronteiriço da RDC e pagá-los com kwanzas.

As dificuldades para obtenção de divisas no mercado nacional levam, diariamente, centenas de comerciantes, sobretudo mulheres, a escolherem o mercado transfronteiriço da República Democrática do Congo (RDC) como novo “paraíso” para a aquisição de mercadorias.

 

Mais informação encontre no jornal impresso já nas bancas!