Carta do leitor: Pôr os olhos no lugar certo

Caros amigos, Eu tenho acompanhado muitas notícias sobre crimes que têm lugar no escuro da noite, porque não há iluminação pública. Todos os dias há ocorrências deste tipo. Também tenho ouço que as doenças que mais matam em Angola resultam do mau tratamento da água, a malária, as febres tifóides, diarreias agudas.

POR: João Dondo

Nós culpamos toda a gente por isto, olhamos para o Presidente e para os governadores provinciais, mas será que eles são os únicos culpados directos? Sim, é para eles que o cidadão deve olhar, mas há um ministério para o qual tudo
costuma passar tipo nada. O Ministério da Energia e Águas, que gasta milhões e milhões de dólares todos os anos, passa mesmo tipo já esqueceu.

Não pode ser. Não podem vir só com o paleio das X mil ligações que não trazem nem luz, nem água. Nem podem dizer que não há luz porque não choveu e quando chove não há luz porque choveu. Onde vai tanto dinheiro? A EPAL, até hoje não há água regularmente em Luanda, uma necessidade básica que em outros países as pessoas nem sabem o que é não haver água potável nas torneiras.

Os gestores da EPAL têm consciência de que a sua incompetência na distribuir água potável à toda gente pode causar muitas mortes? E o ministro sabe que muita gente morre nas mãos de bandidos porque não há iluminação pública? Nos países mais desenvolvidos, as pessoas pedem demissão por coisas mínimas, bem menores que as que assistimos em Angola há décadas, mas aqui, tipo
nada. Quem viu a abertura do telejornal da TPA no Domingo sabe do que falo. É incrível a insensibilidade de certos angolanos.

Pensam que basta ter “chacho” e está resolvido, falo, prometo e já aconteceu, tipo sou bué esperto. E os outros que aguentem. Os angolanos têm de pôr os olhos no lugar certo, as falhas no sector da energia e águas estão a levar muita gente. Estou muito triste…