Produtores de seis províncias na Feira de Natal do Lubango

Como inovação, a edição 2017 da feira de Natal da Huíla poderá contar com representantes de Benguela, Huambo, Cunene, Cuando Cubango e Namibe que nela vão expor os seus produtos.

POR: Patrícia de Oliveira

A cidade do Lubango, província da Huíla, acolhe de 13 a 23 de Dezembro, no complexo da Nossa Senhora do Monte, a 7ª edição da Feira de Natal, uma realização da Associação Agropecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL). O evento, que vai reunir expositores das províncias de Benguela, Huambo, Cunene e Namibe, conta com produtores locai-se irá comercializar material de artesanato, produtos caseiros (enchidos e lacticínios), criando uma oportunidade de venda directa de alguns produtos na época natalícia.

Segundo Paulo Gaspar, presidente (AAPCIL), os preparativos já se encontram na fase final, e os espaços estão a ser arrendados por entre 5 a 25 mil Kwanzas, para que todos tenham acesso a uma bancada no local. Em relação ao acesso do público, avança que na Feira de Natal será livre, e específica para a produção nacional e produtos artesanais.

O artesanato, no entender da organização, pode servir como uma fonte de presentes para as pessoas trocarem entre si durante a quadra festiva. De acordo com Paulo Gaspar, “a feira tem como objectivo incentivar a produção local de hortícolas, frutícolas, tubérculos e outros produtos. Visa também estimular os pequenos agricultores, cujo ramo de actividade, a agricultura familiar, dispõe de um local para escoar os produtos em Dezembro.

A feira facilita o contacto directo entre produtores-comerciantes e os clientes, estes que dispoem da chance de adquirir bens a preços acessíveies”, realçou o responsável associativo. Segundo o mesmo responsável, pretende-se oferecer um cabaz com produtos nacionais e pouco industrializados. Além de estar ao alcance de todos, desde os mais desfavorecidos aos mais abastados, o propósito é vender um cabaz em preços acessíveis, principalmente nesta época em que o poder de compra é mais reduzido.

O responsável garantiu que “os produtos vendidos na Feira de Natal são mais baratos comparativamente aos das grandes superfícies comerciais e do mercado informal”. Há sete anos que a Associação Agropecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL) realiza a Feira de Natal com produtos nacionais para estimular a produção. Este ano, a novidade será a inclusão da Feira de gastronómica, visando provocar uma maior adesão ao local.