Grupo Emirates atinge lucros de USD 631 mil milhões e cresce 77% no primeiro semestre

O grupo Emirates, que detém a companhia aérea Emirates Airlines (Fly Emirates), registou lucros de USD 631 mil milhões de Janeiro a Junho deste ano, um valor que traduz um crescimento de 77%.

POR: Brenda Sambo

No primeiro semestre deste ano, o grupo empresarial árabe Emirates obteve um crescimento nas suas receitas, na ordem dos USD 631 mil milhões, representando um aumento de 77% em relação a igual período de 2015. Durante os primeiros seis meses do ano, a receita do grupo Emirates também cresceu USD 13,5 mil milhões, traduzindo um aumento de 6% em relação aos USD 12,7 mil milhões registados no ano passado.

O presidente do grupo Emirates e da Emirates Airlines, Ahmed bin Saeed Al Maktoum, esclarece, num relatório divulgado pelo grupo, que o resultado foi impulsionado por iniciativas de eficiência e de optimização em toda a organização, pelo crescimento constante do negócio e por uma situação de câmbio mais favorável em relação ao mesmo período do ano passado. Por outro lado, os resultados alcançados, refere Ahmed bin Saeed Al Maktoum, só foram possíveis pelo empenho do colectivo de trabalhadores da empresa.

“Um dos principais motivos pelos quais alcançamos estes resultados prende-se com a nossa força de trabalho, extremamente talentosa, que trabalhou arduamente para melhorar o nosso desempenho de negócio e encarar os nossos desafios sem comprometer a qualidade e o serviço”, enfatizou. O montante em caixa era, a 30 de Setembro de 2017, USD 5,2 mil milhões, comparativamente a USD 19,1 mil milhões em Março do mesmo ano.

Transportadora aérea
Já a receita da transportadora aérea, incluindo outros rendimentos operacionais, foi de USD 12,1 mil milhões, o que representa um crescimento de 6% em comparação com os USD 11,4 mil milhões registados no mesmo período de 2015. O lucro ascendeu a USD 452 milhões. A Emirates Airlines transportou entre o início de Abril e o final de Setembro 30,8 milhões de passageiros, um acréscimo de 4%, reflectido em mais 2% na expansão da capacidade total.

No plano das receitas operacionais, a Emirates atingiu os USD 1,7 mil milhões, o que representa um aumento de 7% em relação aos USD 1,6 mil milhões registados no ano passado. Este crescimento, refere o relatório fiscal, foi sustentado particularmente pelo crescimento do negócio de operações aeroportuárias internacionais.

Já a empresa de serviços aeroportuários (Dnata), também pertencente ao grupo Emirates, atingiu um lucro global de USD 180 mil milhões, representando um crescimento na ordem dos 20%. “A Dnata viu um crescimento constante das suas empresas globais, que agora abrangem 84 países. No primeiro semestre de 2017- 18, as operações internacionais da empresa representaram mais de 67% de sua receita total”, lê-se no relatório fiscal.