Líderes da ONU e de Angola realizam primeira reunião bilateral

Secretário-geral da ONU António Guterres e Presidente de Angola, João Lourenço, saúdam transição pacífica após renúncia de Robert Mugabe, no Zimbabwe; Angola lidera o Órgão sobre Política, Defesa e Segurança da Comunidade dos Países da África Austral, SADC.

POR: Eleutério Guevane e Laura Gelbert Delgado, o
da ONU News em Nova Iorque

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, e o Presidente de Angola, João Lourenço, tiveram a sua primeira reunião bilateral esta Quarta-feira, à margem do Encontro de Cúpula da União Africana e União Europeia em Abidjan. Os dois líderes enfatizaram a necessidade de se “manter a natureza pacífica da transição no Zimbabwe” no contacto realizado na capital económica da Cote d’Ivoire, país também conhecido como Costa do Marfim.

Defesa e Segurança da Comunidade dos Países da África Austral, SADC, organização regional de que o Zimbabwe é membro. Tanto o país lusófono (Angola) como a entidade sub-regional mereceram elogios de pelos seus “contínuos esforços para garantir a paz e a segurança na região”. Na ocasião, o chefe da ONU saudou o novo líder angolano pela sua eleição para o mandato iniciado em Setembro passado.

UA e EU olham para os jovens

O Encontro, nesta Quarta-feira, em Abidjan, na Cote d’Ivoire, foi organizado em torno do tema: “Investindo na juventude para um futuro sustentável”. O secretário-geral da ONU, António Guterres, chegou à Cote d’Ivoire para participar no Encontro de Cúpula da União Africana e União Europeia.

Em Abidjan, Guterres discursou na Quarta-feira na abertura do evento sob tema “Investindo na juventude para um futuro sustentável”. Segundo o Conselho da União Europeia, o investimento nos jovens é uma prioridade, já que 60% da população africana tem menos de 25 anos. Em Outubro, o secretário-geral da ONU estivera já no continente africano para uma visita oficial à República Centro-Africana. Guterres chegou ao país a 24 de Outubro para passar o Dia da ONU com os boinas-azuis numa operação de paz.