Mar Mediterrâneo deu entrada na Europa a 164 mil 543 migrantes

Cento e sessenta e quatro mil e 654 migrantes e refugiados entraram para a Europa pelo mar Mediterrâneo até 19 de Novembro de 2017, dos quais um pouco mais de 70 por cento na Itália e os restantes repartidos entre a Grécia, Chipre e a Espanha, anunciou Sextafeira a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Numa declaração, a OIM compara esse número com 350 mil 549 chegadas na região, no mesmo período do ano transato.

A OIM de Roma (Itália) informou a 30 de Novembro último que, segundo dados do Ministério do Interior italiano, 117 mil 42 migrantes chegaram pelo mar à Itália este ano, cerca de 32 por cento menos que as registadas no mesmo período no ano passado.

Desde 1 de Agosto de 2017, um total de 21 mil 25 pessoas, entre as quais mulheres e crianças, chegaram à Itália pelo mar a partir da África do Norte. Esse número é menor do que o total das chegadas em Agosto de 2015 e do ano transacto.

O total, de Agosto a Novembro de 2017, representa quase um quarto do número total de migrantes, ou seja 79 mil 615 chegadas à Itália, no ano passado num período similar e menos da metade do número total, ou seja 50 mil 667 chegadas em 2015 durante os mesmos meses.