Carta do leitor: Assim vamos aonde?

Amigos do jornal que eu mais gosto de apreciar ; Quero pedir que tragam um pouco mais de desporto ao jornal, com mais entrevistas com os desportistas e treinadores.

Porque nós gostamos de ouvir os próprios que estão no terreno. Por exemplo, eu quero ouvir para saber mesmo da fonte, o que é que pensam os nossos atletas acerca do facto de Angola ainda não ter um seleccionador nacional de futebol, quando só falta um mês para o CHAN.

Isto não faz sentido. Acho que em Angola tenos muitos treinadores que podiam assumir a selecção, mesmo que vão ganhar pouco, porque agora não há mais dinheiro para pagar os altos salários que se pagava aos treinadores estrangeiros, mas que também quase nunca deram rendimento e resultados na selecção.

Angora não sei se os nacionais também estão a “pôr barra” à FAF, mas não está a aparecer nenhum. Também, se é para ganhar muito menos que aquilo que os estrangeiros ganhavam, não vale a pena. Porque a pátria não deve se lembrar dos filhos apenas na hora do sacrifício, e na hora do bem bom os estrangeiros serem a prioridade.

Será que o técnico nacional não tem valor. Fomos a um mundial, e recordêmo-nos que foi um técnico nacional o timoneiro dessa selecção. Houve eleições na FAF e os candidatos apresentaram os seus projectos. Nesses projectos falava-se do futuro da selecção nacional. E agora não há treinador? Mesmo que arranjem um novo agora, com poucos dias de trabalho, onde vamos parar? Acho que isso é uma brincadeira.

O presidente da FAF prometeu, mas nada. Estamos perto de mais uma vergonha nas competições da CAF, porque será um milagre Angola passar da fase de grupos. São temas como este, quentes, que gostaria de ler no jornal OPAÍS, com pessoas entendidas. Porque, não vamos só nos mentir, o nosso futebol está mesmo muito mal.