Novos corpos gerentes da BJAP tomam posse

Depois de sucessivos adiamentos, por questões de calendário, finalmente os novos corpos gerentes da Brigada Jovem de Artistas Plásticos (BJAP), tomam posse esta Terça-feira.

POR: Ireneu Mujoco

Eleitos em Junho do ano em curso, em assembleia geral de renovação de mandatos, este novo elenco que será empossado num acto a decorrer na sede da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), tem como secretário-geral Adão Guimarães Mussungo.

O novo elenco, que vai dirigir o quadriénio (2017-2021), tem como presidente de direcção Mariza dos Santos, secundado por Zeca Santos, Aristides Baptista, primeiro e segundo secretários, respectivamente. Júlio Pinto é o novo secretário para a área administrativa, Ladislau Cusseca responde às actividades culturais e intercâmbio, sendo que Nelson Kissoca é o secretário para a formação de quadros.

Para o conselho fiscal, toma posse como presidente, Arina Augusto da Silva e Isaac Pedro como secretário, sendo suplentes, Maiomona Vua, Simão André, Pedro Mambo e Mateus dos Santos.

Linhas de força
Como referimos na nossa edição de 26 de Novembro, o novo elenco saído do conclave realizado sob o signo “ Jovens em Prol da Arte”, segundo o reconduzido secretário-geral, neste mandato, a acção da BJAP passará por estimular a criatividade artística entre os jovens e a sua formação profissional. Esta estratégia será extensiva a todas as províncias do país em que a BJAP está instalada, numa primeira fase, e posteriormente nas demais em que ainda não está presente.

Adão Mussungo defendeu também a profissionalização dos jovens artistas junto dos já consagrados, através dos atelieres espalhados em todo o país, bem como estruturar a BJAP nas suas diversas áreas. Prevê ainda promover colóquios, workshops, seminários e estabelecer protocolos de cooperação com organizações congéneres nacionais e internacionais.

Sobre o estado das artes plásticas no país, o responsável declarou recentemente a este jornal, que regista- se uma evolução em termos de quantidade e qualidade na produção artística. Apesar dessa evolução, Mussungo advoga uma massificação mais abrangente das artes plásticas entre a juventude, para que o país tenha artistas tecnicamente mais dotados. A reeleição de Adão Mussungo deveu-se ao reconhecimento de que a BJAP grangeou ao longo do seu primeiro mandato. A Brigada de Jovens Artistas Plásticos foi fundada aos 8 de Outubro de 1987.

Renovação de Mandatos
No quadro da renovação de mandatos, a UNAP-União dos Artistas Plásticos, liderada por António Tomás Ana (Etona) também procedeu à sua renovação de mandatos, em Abril, de que a actual direcção saiu reeleita. Etona mereceu, uma vez mais, a confiança dos seus associados, num conclave deveras renhido, em que suplantou os artistas plásticos Fineza Teta e Mpambukidi Nlunfidi, respectivamente. A nova direcção tomou posse em Junho do ano em curso, numa unidade hoteleira de Luanda, num acto testemunhado pelo director nacional de Acção Cultural do Ministério da Cultura, Carlos de Jesus Vieira Lopes.