Assalto a banco resulta em morte em MBanza Kongo

Outras quatro vítimas encontram-se internadas no Hospital Provincial e suspeita-se que assaltantes tenham espalhado uma substância tóxica durante o assalto.

POR: Milton Manaça

Um cidadão de uma empresa privada responsável pela segurança da principal dependência do Banco de Comércio e Indústria (BCI) do município de Mbanza Kongo, no Zaire, foi morto por envenenamento na madrugada de ontem, em pleno local de trabalho.

Segundo o porta-voz da Polícia no Zaire, Luís Bernardo, que revelou o facto a OPAÍS, tudo aconteceu quando o malogrado e mais cinco colegas adormeceram, enquanto faziam o turno diário na referida dependência, tendo sido surpreendidos por um grupo de marginais que lhes terão lançado alguma substância tóxica. A vítima não suportou o estrangulamento causado pela substância e sucumbiu no local, enquanto os seus quatro colegas caíram inanimados até serem socorridos no Hospital Provincial onde ainda se encontram internados. O inspector-chefe Luís Bernardo revelou que até agora se desconhece a substância inalada pelos seguranças, mas as vítimas apresentaram fortes convulsões.

A perícia preliminar feita por efectivos do Serviço de Investigação Criminal (SIC) indicia que os mesmos foram afectados por um produto bastante tóxico. Foram recolhidas amostras da substância que foram enviadas ao Laboratório Central de Criminalística, em Luanda, para a sua identificação. Da inspecção feita ao local, os peritos do SIC constataram que os assaltantes tentaram forçar a abertura da caixa forte com objectos inapropriados, não obtendo sucesso na operação.

Frustrada a tentativa de surripiar quantias monetárias, os marginais levaram uma viatura de marca Toyota Hilux pertencente ao banco, que horas depois foi recuperada pelo SIC a 7 Km de Mbanza Kongo, na via que leva à comuna fronteiriça do Luvo. Até ao fecho da presente edição os envolvidos no crime continuavam prófogos.