Metade dos britânicos apoia nova votação sobre Brexit

Metade dos britânicos apoia uma segunda votação para decidir se deixarão ou não a União Europeia e um terço diz que estará em situação financeira pior fora do maior bloco comercial do mundo, de acordo com nova pesquisa de opinião. A pesquisa, publicada na edição de Domingo do Mail, apontou que 50 por cento das pessoas apoiam outra votação sobre os termos finais do acordo de saída do Reino Unido, 34 por cento rejeitam outro referendo e 16 por cento disseram que não sabem.

O jornal disse que foi a primeira grande pesquisa de opinião desde reportagens publicadas na semana passada dizendo que o Reino Unido está a preparar- se para pagar cerca de 50 biliões de euros para ajudar a abrir caminho para as conversas sobre um futuro pacto comercial com a UE. A pesquisa mostrou que 35 por cento dos entrevistados disseram que estarão em situação financeira pior após o Brexit, com 14 por cento dizendo que estarão melhor sem a saída. O levantamento online, conduzido pela empresa de pesquisas Survation, entrevistou 1.003 adultos no Reino Unido entre 30 de Novembro e 1 de Dezembro.

Mike Smithson, um analista de eleições que administra o site www.politicalbetting.com e ex-político Liberal-Democrata disse no Twitter que era “a primeira vez que qualquer pesquisa de opinião registrou apoio” para um segundo referendo sobre o Brexit. Desde o referendo em 2016, críticos da saída do Reino Unido – desde o presidente francês, Emmanuel Macron, até o ex primeiro ministro britânico Tony Blair e o investidor bilionário George Soros – sugeriram que o Reino Unido poderia mudar de opinião e evitar o que consideram que será um desastre para a economia britânica. Blair disse à BBC no Domingo que o Reino Unido pode mudar de ideia sobre deixar a UE.

“É reversível. Não está feito até que esteja feito”, disse ele. Blair disse que o que o governo estava tentando negociar não é possível. “Eles estão tentando negociar a saída de um mercado único enquanto recriam todos os seus benefícios”, disse Blair. “Isso não vai acontecer.” A Survation disse que conduz pesquisas para veículos de imprensa, incluindo BBC, Sky News, Daily Telegraph e The Guardian.