loader

UNICEF quer promover assistência social não contributiva para famílias vulneraveis

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) não vai atribuir directamente um rendimento mensal às famílias mais vulneráveis, para que saiam do ciclo de pobreza, como se noticiou na página 10 da edição de 11 de Dezembro de 2017.

Em nota de esclarecimento enviada à nossa redacção, aquele organismo da maior tribuna política mundial, esclarece que vai, com financiamento da União Europeia, apoiar o Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher na implementação de um projecto piloto para o Apoio a Protecção Social (APROSOC).

Segundo a nota, o projecto visa o reforço dos programas, sistemas e capacidades do sector, e será testado em seis municípios de três províncias, nomeadamente, Bié, Moxico e Uíge.

A iniciativa visa colher dados sobre os efeitos positivos de sistemas de assistência social nãocontributiva, incluindo a transferência monetária, na perspectiva de reduzir a vulnerabilidade e a pobreza. O projecto prevê atribuir um rendimento mensal às famílias mais vulneráveis nos municípios alvo, focando-se mais nas famílias com crianças.

Últimas Notícias