loader

Futuro de Samakuva decidido hoje

A comissão política do ‘Galo Negro’ reúne-se hoje, em Luanda, para discutir a intenção comunicada por Isaías Samakuva de abandonar a liderança do maior partido da oposição.

POR: Norberto Sateco

A posição do dirigente manifestada muito antes das eleições de 23 de Agosto mereceu acesos debates no seio da massa militante do partido. Enquanto uns defendiam a continuidade de Samakuva sustentada pela alegada estabilidade do partido, após o desaparecimento físico do líder fundador, Jonas Savimbi, outra ala dos menos radicais, é favorável à mudança tendo em conta a renovação que o partido precisa.

O porta- voz, Alcides Sakala, instado a pronunciar-se sobre uma alegada divisão descartou tal possibilidade, sustentando existir consenso tendente a sensibilizar Isaías Samakuva a retroceder na intenção de abandonar a liderança.

“Não existe divisão alguma. Antes pelo contrário o partido está fortificado, unido e coeso. Até porque o seu mandato só termina em 2019, mas isto será analisado nesta reunião da comissão política”. Entre os nomes mais cogitados para a sucessão de Samakuva, destacam-se o actual líder da Bancada Parlamentar, Adalberto da Costa Júnior, Abílio Camalata Numa, antigo secretário-geral e deputado, Lukamba Paulo Gato, e Rafael Massanga Savimbi.

Em declarações a este jornal, Camalata Numa não descarta a possibilidade de concorrer, enquanto Gato mostrou-se mais reservado. “ Está é uma questão que precisamos de ter calma, pois merece uma maior ponderação. Mas vamos ver como as coisas vão correr”, disse Camalata Numa. Já Rafael Savimbi, filho do líder fundador, não escondeu a vontade de poder vir a ser o futuro líder dos “maninhos”. “ Estamos dispostos para tudo o que vier. Sou militante da UNITA, se for chamado para servir o partido neste sentido não há qualquer problema”, disse Massanga. Entretanto, esta mesma reunião pretende também analisar “aspectos da vida interna do partido e do país de um modo geral.

Últimas Notícias