loader

Rwanda proíbe uso de ‘shisha’

O Rwanda proibiu o uso de “shisha”, incluindo a comercialização, a distribuição e aquisição deste tipo de tabaco, que se tornou muito popular entre os jovens do país.

Um comunicado assinado pela ministra rwandesa da Saúde, Diane Gashumba, indica que o uso, a publicidade e a importação desse tabaco de cachimbo oriental “está proibido em toda a extensão do território rwandês, a partir de 15 de Dezembro de 2017”.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estudos mostram que o consumidor de ‘shisha’ absorve grandes doses de substâncias tóxicas, equivalentes a dezenas de cigarros.

As substâncias tóxicas “estão relacionadas ao vício, às doenças cardíacas e dos pulmões e ao cancro atribuído ao tabagismo e podem causar doenças semelhantes nos usuários do tabaco de cachimbo oriental se forem absorvidos em grandes quantidades no corpo”, revela a OMS.

Explicando que o uso do tabaco ‘shisha’ é nocivo e perigoso para os humanos, Gashumba também advertiu que seriam intentadas acções judiciais contra todos os violadores da proibição.

Últimas Notícias