loader

Ngonguita Diogo presenteia crianças com a obra “Um Natal de Mil Cores”

É um livrinho de conto infantil intitulado “Um Natal de Mil Cores”, que chega ao mercado esta Sexta-feira, 22, durante um acto de vendas e sessão de autógrafos a decorrer a partir das 16 horas na LASSP (Ex- Liga africana), em Luanda.

Composto por 28 páginas, o livrinho retrata três contos sobre o dia da família(Natal), e está divido em três capítulos: “Um Natal de Mil Cores”, “Um arco-íris no Natal” e “Um presépio especial e a minha bíblia”. Maria da Conceição dos Santos, professora de carreira, a quem coube prefaciar a obra em referência, considera que a autora “apresenta lindos contos que nos levam à reflexão e jamais serão apagados em nossas memórias, sobretudo pelas lições de vida que nos mostra por via dos seus escritos”.

A propósito do lançamento desta obra, uma nota enviada a OPAÍS refere que “Um Natal de Mil Cores” resultou de uma acção filantrópica para com o Centro de acolhimento Infantil ‘Nossa Senhora das Mercês’, localizado na província de Malanje, que alberga 40 crianças com idades entre os cinco e os dezoito anos, sendo algumas acusadas de práticas de feitiçaria. Comovida com a realidade do Centro Nossa Senhora das Mercês, a escritora ficou inspirada para escrever a obra que poderá ajudar a suprir algumas necessidades do centro com a venda de cada livro. Cem por cento dos lucros serão convertidos para o centro de acolhimento. “Vamos reedita-los quantas vezes forem necessárias para que não falte alimento, educação, vestuários e carinho para aquelas crianças”, salienta nota, acrescentando que, depois das vendas em Luanda, a obra será proximamente apresentada em Malanje.

Trajectória

Etelvina da Conceição Alfredo Diogo, de nome artístico “Ngonguita Diogo”, nasceu no dia 4 de Maio, no Cazengo (Ndalatando), província do Cuanza-Norte. A sua estreia literária aconteceu em 2010, com a obra “No Mbinda o ouro é sangue”. “Weza a princesa” (2010), reeditado em Portugal, “Sinay” (2011), reeditado no Brasil, “A minha baratinha” (2011), “Acudam Maria do Rangel” (2013) e “Da alma ao corpo” (2014), foram outras das obras de sua autoria. O seu percurso literário conta ainda com um CD de poemas intitulado “E assim virei Maria”, além de vários poemas no suplemento “Vida e Cultura” do Jornal de Angola, assim como nos semanários O Independente e Agora.

Últimas Notícias