loader

Sporting de Cabinda apresenta orçamento

Para sustentar as despesas do Girabola Zap 2018, o Sporting de Cabinda, adversário da Académica do Lobito (Benguela) na primeira jornada, precisa de de 275 milhões kwanzas.

Segundo a direcção do clube verde e branco, o montante vai cobrir as deslocações, pagamento de salários, bem como os prémios de jogo. No encontro com o governador provincial, Eugénio Laborinho, e os empresários locais, os membros da formação mais a Norte do país apresentaram a lista de necessidades. Por esta razão, o presidente do Sporting de Cabinda, Manuel Coelho, mostrou-se satisfeito e adiantou que vão contar também com o patrocínio de outras empresas.

O responsável esclareceu que os patrocínios a serem arrecadados, por parte dessas empresas, serão canalizados para a massificação da modalidade na província. “O que apresentamos é o orçamento que necessitamos para a participação do clube no Girabola 2018”, afirmou o presidente do clube verde e branco. O Sporting de Cabinda participou pela última vez no Campeonato Nacional em 2015, sendo que ficou na décima quarta posição com trinta e pontos.

Nesse ano, teve muitas dificuldades administrativas e financeiras. Ainda assim, tentou o regresso no ano seguinte, mas sem sucesso, porque as condições materiais não lhe permitiram chegar ao Girabola Zap. A agremiação foi fundada dia 25 de Agosto de 1925 com a denominação de Sporting Clube de Cabinda. Posteriormente passou a designar-se Sporting Petróleos de Cabinda e finalmente Sporting de Cabinda.

Últimas Notícias