loader

Mais de 20 mil pessoas são aguardas no Show da Virada

O Estádio Municipal dos Coqueiros, em Luanda, será, uma vez mais, palco do habitual Show da Virada, no dia 29, a partir das 14 horas, em que são aguardadas cerca de 25 mil pessoas.

POR: Jorge Fernandes

Para esta quinta edição, o show sai sob a chancela da marca Blue, em parceria com a produtora de eventos LS Republicano. O evento vai juntar num só palco artistas nacionais de diferentes gerações e os mais notáveis da música da actualidade angolana, maioritariamente agenciados pela produtora em referência, além de artistas de outras produtoras e independentes.

Desse modo, aos apreciadores da boa música angolana vão ser dadas a ouvir alguns temas de “estrelas” angolanas onde o destaque recai para Dom Caetano, que vai apresentar o seu mais recente hit, uma versão original do tema “Vizinho”, dos irmãos Almeida. Calabeto, o Kota Bué, mostra a banga com “Bomba”, num duo com o excêntrico Matias Damásio. Lulas da Paixão leva “Garan” e Sabino Henda “Embrião”, tema que o consagrou vencedor do top dos Mais Queridos da Rádio Nacional de Angola, em 2004. Kyaku Kyadaf é outra voz a animar o concerto com “Kilamba”, “Entre 7 rosas” e tantas outras do seu curto mas rico repertório.

Outros nomes sonantes constam da vasta lista do Show da Virada. A versatilidade de estilos é a tónica principal do concerto, que ainda leva C4 Pedro o dono de “Saudades”. Nagrelha o mais excêntrico e popular kudurista angolano também far-se-á presente. Yannick Afroman e a diva Yola Semedo com “Você abana”, “O sapato” e “Destino de Belita”, são alguns do seus sucessos.

“A mão de cabra” é de Neru Americano e esta de certeza não faltará no seu menu. Esta fusão musical vai ainda levar Telma Lee a cantar “Acaba de me matar” e Nsoki “África unite”, tema pelo qual arrebatou oito troféus em concursos internacionais durante o ano que agora termina. Noite e Dia apresenta aos fãs “Abre o livro”, Puto Prata “Grwa”, Big Nelo “Karga”, Cef “Dica dos Papoites”, Córeon Du “Bailando Kizomba”, Edmázia Mayembe “Alma nua” e ainda a animação com o humor do grupo Os Tuneza e tantas outras apresentações preencherão o cardápio musical.

Organização

O director de marketing operacional da Refriango, Eurico Feliciano, em declarações aO PAÍS sobre o Show, sublinhou que a Blue é uma marca muito presente no dia-a-dia das pessoas. Segundo a fonte, a Refriango está a apoiar o Blue Show da Virada, dando a oportunidade às pessoas de festejar o final e a chegada do novo ano, com confiança de que o próximo ano será melhor. Para garantir a participação de todos, a organização criou já condições de transportação dos interessados junto da transportadora rodoviária TCUL. Para se ter acesso a este meio de transporte urbano, os interessados deverão exibir o bilhete de espectáculo. Os autocarros vão recolher nas principais vias que ligam os vários pontos de Luanda à baixa da cidade, até ao mítico Estádio dos Coqueiros.

Últimas Notícias