loader

Espaço Luanda Arte cria Biblioteca Académica e programas de residências artísticas internacionais

O ELA – Espaço Luanda Arte contará este ano com uma Biblioteca Académica, visando facilitar as pesquisas do público no domínio da Arte Contemporânea e não só. A informação foi prestada a OPAÍS pelo director da instituição, Dominik Maia.

POR: Augusto Nunes

O responsável, que fazia o balanço das actividades desenvolvidas durante o ano transacto, avançou igualmente que a instituição iniciará este ano um programa de residências artísticas internacionais (AIR) de modo a projectar e divulgar as obras dos artistas angolanos no exterior.

Destacou as várias exposições de arte contemporânea, assim como a participação do ELAEspaço Luanda Arte em quatro feiras internacionais, sendo as de Paris (França), Johanesburgo e Cape Town (África do Sul), as realizações mais marcantes. A estas, segundo o responsável, juntaram-se duas residências artísticas com o apoio de Kapela Paulo, considerado o pai espiritual da Arte Contemporânea Angolana por ter influenciado a obra de vários jovens artistas. Segundo Dominik Maia, a Trienal de Luanda foi um dos eventos importantes por terem permitido trazer o trabalho do referido artista à luz nacional e internacional.

“Gostaríamos de poder contar com mais apoio público e privado nesta nossa missão de colocar os artistas e a arte angolana ao mais alto nível, tanto nacional como internacionalmente”, opinou ele. Ainda dentre as actividadades desenvolvidas no decurso do ano transacto pelo Ela- Espaço Luanda Arte, salientam-se o envio de dois artistas angolanos para a Delfina Foundation em Londres, durante 2 meses de residência artística. Além destas actividades, a instituição desenvolveu e participou em dois eventos de artes plásticas ao vivo no Memorial António Agostinho Neto, com o qual desejam continuar a trabalhar.

“Quando aprendemos algo e sentimo-nos realizados, todos os momentos são marcantes”, admitiu. O responsável apelou ainda aos artistas e ao público a respeitarem o lugar de todos os que que queiram trabalhar seriamente na área das artes. “O ELA- Espaço Luanda Arte tem uma visão estratégica do que deve ser o seu trabalho e o seu contributo para a Arte Contemporânea Angolana”, rematou.

Últimas Notícias