loader

Carta do leitor: Agora na banda está assim

As minhas saudações, senhor director do jornal OPAÍS. A situação actual de crise vem causando uma onda de preocupações em todo o país. Pois, todos dependem da estrutura económica do país, para trabalhar e garantir o seu sustento. A reversão da actual crise vai depender dos esforços do governo e dos empreendedores.

POR: Joice Karina

Seja empresário, empreendedor, estudante ou trabalhador, todos estão preocupados com o rumo da economia nos últimos tempos. E isso vem influenciando nas negociações, fazendo com que investidores aguardem por momentos mais oportunos para a tomada de decisões.O momento é de incerteza, porém o novo governo tem feito de tudo para a reversão da actual situação.

Com a queda do preço do barril do petróleo, a nossa “muleta” económica, estão a ser feitos investimentos principalmente, no sector da Agricultura e do Turismo. O novo meio para a saída do buraco da crise é o Programa de Estabilização Macroeconómica (PEM), que consiste na depreciação económica. A depreciação será aplicada para permitir que o mercado se auto-regule.

As medidas até ao momento são boas e promissoras. Esse momento é de contenção de gastos, comprar o necessário. Para quem vive de aparências não é o momento ideal. A situação da crise não pode ser revertida se a população não estiver disposta a colaborar firmemente com o governo ouvindo atentamente a cada orientação. “A crise de hoje é a anedota de amanhã”. Há que saber vivê-la de formas a não morrer-se à fome!

Últimas Notícias