Sistema de abastecimento de água vandalizado em Saurimo

Fontenários e outros elementos do sistema de distribuição de água têm sido vandalizados, resultando em inundações e no corte ao abastecimento aos consumidores.

O Sistema de Abastecimento de Água à cidade de Saurimo está ser vandalizado por desconhecidos, ao sofrer a destruição de torneiras e das caixas de manobras dos fontenários construídos pelo Governo. Tal facto está a embaraçar a distribuição domiciliar de água aos moradores com regularidade, admitiu ontem, Terça-feira, na capital da província, o director local da Energia e Águas da Lunda-Sul, Agostinho Piedade João.

Em declarações à Angop, o responsável apelou aos indivíduos que optam por essa prática a deixarem de fazê-lo, porque a destruição dos sistemas tem causado inundações na urbe, sobrecarregando assim os cofres do Estado nas despesas para a sua reposição, assim como provoca cortes na distribuição de água aos moradores.

“A Direcção Provincial da Energia e Águas tem a obrigação de distribuir água às comunidades, mas os consumidores têm o dever de controlar, preservar e cuidar das infra-estruturas colocadas à sua disposição pela instituição”, enfatizou. Agostinho João informou que para contornar tal situação foi criada uma Comissão de Gestão de Abastecimento de Água em Saurimo, destinada a gerir a manutenção dos sistemas de abastecimento do produto. Por outro lado, apelou aos consumidores a abraçarem o hábito de pagar as despesas de água e de energia, para evitar-se os cortes.