loader

Análise Diária: Saldo da balança comercial fixou-se em Kz 873,175 mil milhões em 2017

O superavit apurado ente os meses de Julho e Setembro registou aumento de 6,8% face ao período anterior

POR: Atlantico

Espaço Angola

As trocas comerciais entre Angola e o resto do mundo ao longo do terceiro trimestre de 2017 resultaram em um superavit de Kz 873,175 mil milhões, um aumento de 7% face ao período anterior. • A taxa de câmbio média apurada na realização do primeiro leilão de venda de divisas de 2018 fixou-se em Kz 221 por cada unidade de euro, tendo o montante vendido fixado-se em EUR 83,6 milhões.

Espaço Internacional

Zona Euro: A taxa de desemprego referente ao mês de Novembro de 2017 situou-se em 8,7%, que corresponde ao nível mais baixo desde 2009, tal como, uma redução de 0,1 p.p. face ao mês anterior.  Alemanha: O saldo da balança comercial atingiu EUR 23,7 mil milhões em Novembro, um incremento de 25,40% em relação ao mês de Outubro.

Visão Atlantico

As trocas comerciais entre Angola e o resto do mundo ao longo do terceiro trimestre de 2017 resultaram em um superavit de Kz 373,175 mil milhões, que corresponde a  Petrolífero um incremento de 7% em comparação ao período anterior, como resultado de uma redução das importações, em 1,9% e um incremento de 3,4% das exportações, sendo que a primeira fixou-se em Kz 512,255 mil milhões e a segunda em Kz 1.385,430 mil milhões. Entretanto, a tendência foi inversa quando comparada ao período homólogo, tendo-se apurado uma redução de 3,9%.

O combustível continuou a ser o principal produto de exportação, com 74%, enquanto que nas importações, as máquinas, equipamentos e aparelhos destacaram-se com 22,2%.  A Zona Euro registou durante o mês de Novembro de 2017 uma taxa de desemprego de 8,7%, que representa o menor nível desde 2009, tal como, uma redução de dr 0,1 p.p. em relação ao mês de Outubro e 1,1 p.p. face ao mesmo mês de 2016. A República Checa seguida de Malta e Alemanha destacaram- se na lista dos países com os menores níveis de desemprego, tendo o primeiro atingido 2,5% e os dois seguintes 3,6% cada. Importa ressaltar que as maiores reduções registaram-se na taxa de desemprego da Grécia, cerca de 2,7 p.p., Portugal, 2,3 p.p. e Croácia, 2,1 p.p., situando-se em 20,5%, 8,2% e 10,4%, respectivamente.

Últimas Notícias