loader

Médico rwandês assassinado na África do Sul

O médico rwandês Raymond Dusabe foi recentemente encontrado morto, com sinais de esfaqueamentos múltiplos e jazendo sobre a mesa de jantar do seu apartamento da Cidade do Cabo, na África do Sul, onde passou as festas de fim de ano, confirmou uma fonte diplomática, Terçafeira, em Kigali. Num comunicado de imprensa, a embaixada rwandesa em Pretória confirmou o assassinato ocorrido a 28 de Dezembro último, quando Dusabe se encontrava de férias na África do Sul. De acordo com a Polícia sul-africana, a vítima foi esfaqueada até à morte no seu apartamento por indivíduos não identificados. Não foi precisado há quanto tempo o cidadão rwandês estava morto ou se havia outra pessoa na casa onde ele foi encontrado morto. Os investigadores também encontraram uma faca que seria a arma usada para matar o médico rwandês que era ginecologista-obstetra no Hospital King Faisal, em Kigali, capital rwandesa. Este assassinato ocorre depois dum incidente diplomático entre o Rwanda e a África do Sul quando as autoridades sul-africanas deram 48 horas a dois diplomatas da Embaixada do Rwanda para deixar o país, em Março de 2014. Em represália, o Rwanda expulsou seis diplomatas sul-africanos de alto escalão.

Últimas Notícias