loader

Parceria da Angola Cables reforça ligação entre redes africanas

A tecnológica Angola Cables estabeleceu uma parceria com duas redes regionais africanas, Wacren e REN, o que vai facilitar as interconexões de Internet entre as redes nacionais nas regiões ocidental e central do continente, incluindo serviços que vão até à colaboração entre instituições de pesquisa e educação

Por: Borges Figueira

A Angola Cables estabeleceu recentemente um acordo de parceria com a Rede de Pesquisa e Educação da África Ocidental e Central (Wacren) e a Rede Regional de Pesquisa e Educação (REN), numa iniciativa que vai facilitar as interconexões entre as redes nacionais nas regiões ocidental e central do continente, incluindo serviços que promovam a colaboração entre instituições de pesquisa e educação dentro dessas regiões, revelou a OPAÍS, o CEO da firma, António Nunes.

De acordo com António Nunes, “a WACREN é um parceiro importante na empreitada de conectarmos as diferentes regiões do continente africano aos principais centros de produção de conteúdo, como é o caso das instituições académicas. Nós, Angola Cables, reconhecemos a necessidade de cientistas, pesquisadores e outros académicos africanos terem ao seu dispor uma largura de banda comparável àquela que é usada pelos seus colegas internacionais”.

A Angola Cables faz parte do consórcio de empresas responsáveis pelo Sistema de Cabos da África Ocidental (WACS), que presta serviços de nível de provedor para operadores em Angola e na região subsariana. A empresa está a construir a primeira ligação directa entre África e a América do Sul (SACS), que posteriormente vai conectar-se directamente à América do Norte, através do Monet.

O Monet está concluído e o SACS estará operacional no segundo semestre deste ano. “Ao estabelecermos este acordo, a Angola Cables certamente desempenhará um papel importante, aumentando a conectividade na nossa região e permitindo que os nossos membros colaborem de forma mais eficiente entre eles e com colegas de outras partes do mundo”, afirmou, por seu turno, o CEO da Wacren, Boubakar Barry.

A Wacren é a Rede de Pesquisa e Educação da África Ocidental e Central, que apoia as interconexões e promove a colaboração entre as instituições de investigação e desenvolvimento da região e os parceiros internacionais, criando e operando uma infra-estrutura de rede de classe mundial, desenvolvendo serviços de última geração, promovendo a colaboração entre os sectores nacionais, regionais e comunidades internacionais de pesquisa e educação, e construindo a capacidade humana da comunidade REN.

Apoiar a investigação e a educação

A Angola Cables está a desempenhar um papel particularmente importante no desenvolvimento da pesquisa e educação em África com o seu contributo na melhoria da conectividade do continente aos principais centros de pesquisa e investigação científica, através dos sistemas de cabos submarinos de fibra óptica. A multinacional angolana de telecomunicações, fundada em 2009, actua no mercado grossista vendendo capacidade de transmissão internacional através de cabos submarinos de fibra óptica e IP Transit.

O SACS, Monet e WACS, são os três sistemas de cabo submarinos operados pela Angola Cables, que interligam quatro continentes (América do Sul, América do Norte, África e Europa). A Angola Cables dirige o Angonix, um ponto de intercâmbio na Internet localizado em Luanda e o terceiro maior de África.

A tecnológica também gere dois Datacenters, um em Fortaleza (Brasil) conectado ao SACS e Monet, e outro em Luanda, conectado ao SACS e ao WACS. A multinacional angolana de telecomunicações está a desempenhar um papel particularmente importante no desenvolvimento da pesquisa e educação em África com o seu contributo na melhoria da conectividade do continente aos principais centros de pesquisa e investigação científica, através dos sistemas de cabos submarinos de fibra óptica.

Últimas Notícias