loader

Especulação acelerada

Nem sei como é que o Estado ainda se queixa de falta de dinheiro. Parece que há muito por aí prontinho a colher. Bastava que os departamentos de fiscalização funcionassem como deve ser.

Por: José Kaaliengue

Pelo menos no comércio, a Polícia e os fiscais têm boa matéria prima para apresentar trabalho, tamanha é a especulação que se instalou aceleradamente nos últimos dias, justificada com a subida do preço das moedas externas. Acontece que com a entrada em vigor da chamada “banda do BNA” não pôde ter afectado, ainda, as importações, já que estas não se fazem de um dia para o outro.

Ou seja, os produtos cujo prelo disparou são os que estavam em stock. Já cá estavam e foram importados quando o Kwanza tinha o valor anterior ao da “banda”. É especulação o que temos assistido, e das grandes. Por outro lado, o que leva os colégios a disparar os preços?

Em menos de duas semanas importaram professores, carteiras, instalações carros, etc?. Apenas a falta de vergonha o justifica. E também alguma desumanização, porque os seus gestores não apenas sabem das carências das famílias, como também sabem que os seus serviços normalmente não têm qualidade alguma.

Portanto, se quiser mesmo, o Estado pode, por via da Polícia e dos seus serviços de fiscalização, tirar alguns malandros da circulação e ainda arrecadar bom dinheiro com as multas.

Últimas Notícias