loader

Huambo: Jovem de 18 anos espanca a mãe

A Polícia Nacional na província do Huambo registou 18 crimes este final de semana, fruto de 12 denúncias feitas pelos cidadãos e seis pela sua intervenção

Por: Stella Cambamba

Samuel Lindo Pedro, de 18 anos, espancou a sua própria mãe, Branca Cambamba, 42 anos, por volta das 14 horas de Sábado, no interior da sua residência, no bairro Santo António, município do Huambo. Em declarações a OPAÍS, o portavoz local do Comando da Polícia Nacional revelou que a briga resultou de um desentendimento e que a vítima acabou doente e impossibilitada de se deslocar ao trabalho.

Neste momento beneficia de tratamento ambulatório. Revelou ainda que no mesmo dia, por volta das 13 horas, detive-ram o cidadão Fernando Cajamba Mateus, de 18 anos, por tentativa de furto de 1 viatura de marca Hyundai i10, cor branca, matrícula LBC-72-39, no Município do Huambo, bairro Santa-Iria, na via pública, pertencente ao cidadão António Kativa Gregório Mateus, de 32 anos.

Martinho Cavita explicou que o proprietário da viatura entrou numa cantina para comprar alguns bens, tendo no regresso encontrado o meliante a forçar o seu veículo e rompido já a porta e entrava no veículo justamente quando o seu proprietário regressava.

Ao perceber que estava a ser vítima de um furto, comunicou imediatamente a esquadra mais próxima. “Os efectivos da Polícia encontraram o assaltante no local, ou seja, foi detido em flagrante delito”, frisou Martinho Cavita. Segundo o intendente, dia 26 do corrente mês registaram também o furto de uma moto de marca Bajaj, cor preta, sem matrícula e um gerador de marca Astra Korea, ocorrido durante a madrugada, no município do Huambo, bairro São José, na residência do senhor Alberto Chitumba Moma, de 35 anos, praticado por Abel Chitungo Martinho, de 20 anos, que já se encontra detido.

Segundo a fonte, mais de 80% das ocorrências de crime registados pela Polícia durante a semana, na província do Huambo, são produto de denúncias feitas por cidadãos, como resultado do trabalho de sensibilização desenvolvido pela Polícia e pela comunicação social.

O intendente Martinho Cavita explicou ao jornal OPAÍS que a população geralmente faz ligações ou desloca-se à esquadra mais próxima. Pelo que, durante o fim-desemana, a Polícia Nacional no Huambo registou 18 crimes, menos cinco em relação ao mesmo período passado, tendo 13 sido esclarecidos com 15 suspeitos detidos. Afirmou que das ocorrências registadas, 12 foram participadas pelos populares e seis mereceram a intervenção directa das forças em serviço.

O porta-voz explicou ainda que os crimes foram sete contra pessoas e 11 contra propriedades privadas, regisdados nos municípios do Huambo, sendo nove no Bailundo, igual número no Londuimbali e Katchiungo, e na Caála, Longonjo e Chinjenje um para cada.

Últimas Notícias