loader

Análise Diária: Taxa de juro básica do BNA manteve-se inalterada, fixa em 18%

A primeira reunião do CPM culminou com a decisão de manutenção das taxas.

POR: Atlantico

Espaço Angola

A primeira reunião de 2018 do Comité de Política Monetária do Banco Nacional de Angola, realizada no dia 29 de Janeiro, culminou com a decisão de manutenção da Taxa de Turo Básica, fixa em 18%.  O Ministério das Finanças está autorizado a recorrer à emissão de Obrigações do Tesouro para a amortização de dívida e financiamento de projectos durante o período compreendido entre o início do Ano Económico de 2018 e a aprovação do OGE 2018.

Espaço Internacional

Canadá: A taxa de inflação referente ao mês de Dezembro de 2017 atingiu 1,9% face ao mesmo mês de 2016, correspondente a uma redução de 20 b.p. em relação ao mês de Novembro, quando atingiu 2,1%.  Reino Unido: O crescimento económico apurado no quarto trimestre de 2017 atingiu 1,5% em comparação ao período homólogo, o que representa uma redução de 0,2 p.p. face ao trimestre anterior.

Visão Atlantico

A primeira reunião do Comité de Política Monetária (CPM) do Banco Nacional de Angola do corrente ano culminou com a decisão de manutenção das principais taxas. A Taxa de Juro Básica do BNA manteve-se em 18%, enquanto a Taxa de Juro da Facilidade de Cedência de Liquidez manteve-se em 20% e a de Absorção a sete dias manteve-se em 0%. Relativamente ao coefi ciente de reservas minímas obrigatórias sobre os depósitos em moeda estrangeira, fixou-se em 21%. A decisão do CMP foi suportada pela evolução dos indicadores da economia, monetários e financeiros, como o nível geral de preços nacional ao longo do mês de Dezembro, que registou variação de 1,20% face ao mês anterior.

O crescimento económico apurado no último trimestre de 2017 atingiu 1,5% em comparação ao período homólogo, situando- se acima das estimativas dos analistas, de 1,3%, mas corresponde a uma ligeira redução em comparação aos 1,7% registados no trimestre anterior. Segundo alguns analistas, a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia impactou o desempenho da economia no ano passado, que, como um todo, registou um crescimento de 1,8% face aos 1,9% registados em 2016.

 

 

 

Últimas Notícias