Carta do leitor: A África de Trump

Caro director e amigos do jornal OPAÍS, Como angolano e africano, confesso que fiquei muito ofendido quando o Presidente norte- americano, Donald Trump insultou todos os países africanos. Fiquei mesmo revoltado.

POR: Jorge Catarino
Benguela

Mas fiquei revoltado também com os nossos dirigentes, é por causa deles que somos muito desacreditados no mundo. Acho que em certa medida Trump tem razão, se estiver a falar da África dos nossos dirigentes.

Ele sabe o que fazem os chefes africanos, é nas terras deles que o dinheiro roubado aqui vai ser depositado, eles lá continuam a fazer fortunas e a desenvolver os seus países com o dinheiro e minerais roubados em África, não mudou nada desde o tempo da escravatura.Quem vai visitar um familiar num hospital angolano sabe o que eu digo. Aliás, andamos todos com medo de ficar doentes, cada dor ou mal-estar pode ser já o bilhete para o cemitério. Estes médicos jovens que andam por aí a sair de algumas universidades, também estão como despachantes.

Cada consulta com diagnóstico e receita de aviar na farmácia fora do hospital é o talão de embarque. Cada vez há mais pessoas que são diagnosticadas e medicadas aqui e que a situação piora, os que vão lá fora têm de passar pela vergonha de ver o trabalho do médico nacional ser humilhantemente desaprovado pelos seus colegas estrangeiros. Anula-se tudo. Assim o Trump não tem razão? Para mim, nós, o povo inocente, podemos não gostar das palavras do Presidente americanos, mas os nossos dirigentes, em vez de pedirem, exigirem pedidos de desculpas e de protestar, deveriam era ter vergonha na cara e pedir desculpa aos africanos por terem submetido o povo a estes insultos.