loader

Análise Diária: Montante de divisas vendidas pelo BNA fixou-se em EUR 192,4 milhões

A finalidade de matérias- primas beneficiou de 50% do total vendido.

POR: Atlantico

Espaço Angola

O Banco Nacional de Angola realizou um leilão de venda de divisas no montante de EUR 192,4 milhões, que resultou em uma depreciação da taxa de câmbio em 1,71%, para Kz 258,04 por unidade de euro.  O Banco Africano de Desenvolvimento e o Ministério das Finanças aprovaram um Acordo de Financiamento no valor de 101,07 milhões USD, no âmbito do Programa de Investimento e Desenvolvimento do Ministério da Agricultura e Floresta.

Espaço Internacional

Zona Euro: O Produto Interno Bruto registou um crescimento de 2,7% entre os meses de Outubro e Dezembro face ao período homólogo, uma redução de 0,1 p.p. em comparação ao trimestre anterior.  Alemanha: O nível geral de preços referente ao mês de Janeiro apresentou variação de 1,6% em relação ao período homólogo, que representa uma ligeira redução de 0,1 p.p. face ao mês anterior.

Visão Atlantico

O leilão de venda de divisas no montante de EUR 192,4 milhões realizado pelo BNA no dia 30 de Janeiro, corresponde a um aumento de 135,2% em relação ao total de EUR 81,8 milhões vendidos no dia 23 de Janeiro do ano corrente. O sexto leilão de venda de divisas no mercado primário culminou com a depreciação de 1,707% do kwanza em relação ao euro, fixando-se em 258,038 Kz/ EUR. A primeira venda de divisas, da última semana do mês de Janeiro, destinou 50% do montante para a finalidade de “matérias- primas, peças, acessórios e equipamentos”

O crescimento económico da Zona Euro fixou-se em 2,7% no último trimestre de 2017, um aumento de 0,6 p.p. em relação ao crescimento atingido no primeiro trimestre do mesmo ano. O registo do quarto trimestre representa também o maior crescimento registado nas 19 nações, desde o primeiro trimestre de 2011, quando o PIB aumentou 2,9%. O desempenho da Zona Euro contribuiu para o crescimento económico de 2,5% em 2017, a taxa mais alta desde 2007, quando apresentou crescimento de 3,4%.

Últimas Notícias