loader

Dois cidadãos encontrados com máquina de falsificar dinheiro

Os dois irmãos, cidadãos de nacionalidade angolana, para além da máquina de falsificar, foram encontrados com quantias avultadas em cédulas, de Kwanza e de Dólar falsas.

Segundo José Pinto, 58 anos, um dos acusados, a mala que carregavam lhes foi entregue por um cidadão sul-africano e tanto ele quanto o seu irmão “informaram à Polícia”, porque desconfiavam que fosse de drogas ou armas. “Nós fomos buscar a encomenda com a Polícia e levamos a pasta na esquadra.

Quando abrimos encontramos isso e viemos cá parar”, disse. O cidadão, que falava durante a apresentação dos detidos acusados de estarem implicados em vários crimes, algemado com o seu irmão mais novo, disse que ninguém sabia de nada. “O chefe de investigação da Polícia de Capolo é que abriu a pasta, na nossa presença, e encontramos um milhão de Kwanzas e três mil dólares falsos”, conta.

O irmão, Jeremia da Silva, também contou a mesma história, desmentindo o facto de que falsificavam dinheiro e que tinham como objectivo pôr em circulação aquela soma de dinheiro. O cidadão sulafricano, que nunca viram na vida, pediu que o ajudassem a levar a pasta, do Cunene a Luanda, no carro de Jeremias. Desde então, suspeitou da pasta e por isso é que o angolano contactou a Polícia. “Denunciei à Polícia e na Terçafeira fomos buscar a mala, com o meu irmão, e o sul-africano fugiu”, acrescentou.

Últimas Notícias