loader

PUNIV e Mutu Ya kevela fundem-se numa única escola

O Porta-voz da Direcção Provincial da Educação, Lourenço Neto, garantiu que a nova infra-estrutura será inaugurada brevemente e caberá ao Ministério da Educação definir os estudantes que a vão frequentar

Por: Afrodite Zumba

As escolas do PUNIV Central (instituto pré-universitário) e Mutu ya Kevela (antigo Liceu Salvador Correia), localizadas no distrito urbano da Ingombota, em Luanda, foram transformadas numa única infra-estrutura, cujos acabamentos estão em fase derradeira.

Entretanto, atés vésperas da abertura do ano lectivo, que se assinala hoje, no país, ainda não se sabe quem serão os alunos que lá estudarão e quais os critérios de admissibilidade. Contactado pelo OPAÍS, o porta-voz do Gabinete Provincial da Educação de Luanda, Lourenço Neto, garantiu que as obras de requalificação e ampliação já foram concluídas e brevemente a escola será inaugurada, sem, no entanto, avançar uma data.

“Não sabemos quando será inaugurada e quem serão os seus alunos, mas muito em breve entrará no activo”, disse. Com a abertura da nova instituição, a província de Luanda ganhará novas salas de aulas, um campus desportivo, bibliotecas entre outros instrumentos que proporcionarão aos estudantes melhor qualidade de ensino e aprendizagem.

Questionado se a instituição vai ter uma nova designação ou usará as duas anteriores, Lourenço Neto afirmou que só o Ministério da Educação poderá esclarecer, pelo facto de este processo se encontrar sob a sua alçada.

Numa visita efectuada ontem, ao local, a equipa de reportagem deste jornal constatou a presença de seguranças e alguns funcionários da empreiteira que executavam diversas tarefas. Empenhados, nuna azáfama e em correrias, uns limpavam o chão enquanto outros transportavam objectos de um lado para o outro. Enquanto caminhávamos pelo corredor, na tentativa de localizar a direcção, fomos abordados por um dos guardas que prontamente explicou que não havia quem nos pudesse atender.

“Só estão os funcionários da empreiteira. A direcção da Escola fica na Alda Lara”, esclareceu o senhor num tom simpático. Seguindo tal orientação, a nossa equipa deslocou-se à referida instituição, onde recebeu informações de que deveria contactar o Ministério da Educação, órgão de tutela, para os devidos esclarecimentos sobre o assunto.

Entretanto, uma fonte afirmou a OPAÍS que as obras para a ampliação e requalificação das duas infra-estruturas, nomeadamente, o “Mutu ya Kevela” e o PUNIV central, começaram em 2016. Até àquela altura, as duas escolas funcionavam de forma separada e tinham gestão diferente, pelo que os alunos de uma não tinham acesso a outra.

“Ambas foram transformadas numa só. Constatamos isso quando o empreiteiro fez a entrega da primeira fase da obra em 2017”, detalhou.

O entrevistado esclareceu ainda que a escola já se encontrava concluída, faltando apenas a compra do mobiliário, mas as imagens que circulam pelas redes sociais mostram que a mesma já está apetrechada.

À semelhança de Lourenço Neto, a nossa fonte também não soube precisar se este investimento resulta de uma parceria públicoprivada, tendo apontado o Ministério da Educação (MED) como o único responsável. “Só o MED sabe que destino será dado à instituição”, sublinhou.

Últimas Notícias