loader

TRUMP “ENCOMENDA ” PARADA MILITAR

Se as coisas correrem como o Presidente Donald Trump quer, e é provável que assim seja, os Estados Unidos terão este ano uma parada militar, a primeira desde 1991.

Donald Trump pediu ao Pentágono a preparação de condições para a realização de uma parada militar a 4 de Julho, Dia da Independência, ou a 11 de Novembro, Dia dos Veteranos. A sugestão do Presidente Donald Trump terá sido inspirada no que viu no ano passado em França, quando, a convite do Presidente Emanuel Macron, assistiu à parada do Dia da Bastilla, eventualmente a parada militar mais popular do mundo. O The Washington Post cita fontes do Pentágono como tendo dito que receberam ordens claras do Presidente Donald Trump: “ Foi uma parada das maiores paradas que já vi. Vamos tentar fazer uma, de preferência maior”.

A ordem baixada por Donald Trump levantou problemas de ordem política e financeira. Correntes militares e políticas encontram nos custos a sua primeira objecção. Sugerem também que a realização de paradas militares vai contra a cultura política e militar americana. “Vai de encontro àquilo que o Presidente disse em Janeiro, quando o líder da Coreia do Norte, fez alusão ao seu botão nuclear. Trump disse que tinha um maior e mais preciso”, apontou um observador . Algumas Fontes acrescentam que o que se passa em França é a observação de uma tradição que tem mais de cem anos, e que sobreviveu às duas grandes guerras mundiais. Por outro lado, incorpora soldados de outros países.

Nos últimos anos, ao lado dos soldados francesas marcharam militares dos Estados Unidos, Índia, Grã-Bretanha e Alemanha. Alguns políticos, no caso democratas, sugerem que a ideia da parada apenas servirá para alimentar o ego do Presidente. “ Estamos perante um Napoleão na forja” disse o congressista democrata Jackie Speier. Reagindo a estas e a outras sugestões, Sarah Huckbee Sanders, porta-voz da Casa Branca, disse o seguinte : “O Presidente Trump é um grande apoiante das pessoas que servem no exército e que todos os dias põem as suas vidas em risco por este país. Ele pediu ao Pentágono para considerar um evento no qual todos podem demonstrar o seu apoio”. A última parada militar teve lugar em 1991, quando os Estados Unidos celebraram a derrota que infringiram às tropas iraquianas no Koweit. Antes disso os EUA realizaram paradas militares em 1942, 1946, 1953, 1957 e 1961.

Últimas Notícias