loader

CFL tenta retirar carruagens descarriladas a caminho de Malanje

Apenas uma menina de 14 anos, dos 254 passageiros que viajavam de Luanda a Malanje, de Comboio, ficou ferida em consequência do descarrilamento ocorrido no final da tarde de Quarta-feira, nas imediações de Ndalatando, Cuanza-Norte, segundo Augusto Osório. Em declarações a OPAÍS, o porta-voz do Caminho de Ferro de Luanda (CFL) referiu que a menina foi prontamente socorrida na unidade sanitária de Ndalatando e já recebeu alta, tendo, na manhã de ontem, seguido viagem com os demais passageiros para Malanje.

Frisou que há uma equipa de técnicos da sua empresa e do Ministério dos Transportes a retirar o material da linha férrea, para que a mesma retome a sua operacionalidade, bem como a apurar as causas do acidente e os danos materiais. Augusto Osório revelou que se tratou de um descarrilamento parcial que afectou duas carruagens de passageiros e igual número de vagões de mercadoria, porém, a locomotiva não foi afectada.

Os passageiros pernoitaram na estação de Ndalatando. O acidente deixou intransitável o trecho Ndalatando-Luanda, tendo ficado livre a linha Ndalatando-Malanje. “Por agora, estamos a retirar o material acidentado e tão logo que terminar o trabalho, faremos a avaliação dos danos provocados na linha e a consequente intervenção para a rectificação dos problemas”, esclareceu o porta-voz. Augusto Osório explicou que só depois disso saberão quando o comboio voltará a fazer a rota Luanda-Malanje, mas prevê que poderá ocorrer até à próxima Quarta-feira.

Últimas Notícias