TAAG desmente recrutamento

A companhia considera infundadas as informações postas a circular nas redes sociais sobre um suposto recrutamento.

A TAAG afirma serem falsas as informações que circulam nas redes sociais sobre um possível recrutamento de pessoal para o seu quadro de trabalhadores. Num comunicado de imprensa enviada à nossa redacção, na tarde de ontem, a companhia esclareceu que “possui procedimentos de comunicação apropriados” para o efeito.

A companhia declinou qualquer responsabilidade sobre o que designou como “falso recrutamento”. No mesmo documento acentuou que, caso haja recrutamento, não serão cobrados quaisquer valores monetários. Recorde- se que, recentemente, a companhia anunciou que as reduções nas tarifas podem ir de dez a 20% nos preços dos bilhetes de passagem para as rotas domésticas comprados com antecedência, já a partir das próximas duas semanas.

A companhia frizou que realizou “um estudo profundo” nas políticas tarifárias aplicadas na sua rede doméstica, rotas para as quais decidiu aprovar a introdução de um mecanismo de gestão de “tarifas variáveis” na emissão de bilhetes de passagem. A medida foi tomada pelo Conselho de Administração da TAAG e é aplicada em todas as rotas domésticas da companhia, à excepção de Cabinda, que já beneficia de uma tarifa especial aprovada pelo Governo.