loader

PR homenageia ex-segundo comandante da Marinha de Guerra

O presidente da República, João Lourenço, rendeu ontem, Sábado, homenagem ao ex-segundo comandante da Marinha de Guerra (MGa), augusto Sebastião Lopes “Roca Mónita”, falecido por doença, Terça-feira (6), em Luanda

Augusto Sebastião Lopes foi um nacionalista angolano que muito cedo integrou a luta de libertação nacional, que culminou com a Independência do país em Novembro de 1975. Após a Independência, o malogrado exerceu funções na Marinha de Guerra Angolana, com destaque para a de segundo comandante do ramo. Ao reconhecer estes feitos, o Presidente da República e Comandante em Chefe das Forças Armadas Angolanas realçou, no livro de condolências, o contributo, a dedicação e entrega do malogrado à causa da Nação.

No velório realizado no quartel-general do Exército (ex-R 20), e depois de ter sido entoado o Hino Nacional, o Chefe de Estado depositou uma coroa de flores e inclinou-se diante da urna.

João Lourenço como o novo Chefe de Estado angolano, que em tão pouco tempo, tem liderado os destinos do país. Nos seus noticiários, a imprensa do Botswana destaca ainda o dinamismo e a contribuição valiosa que o Presidente angolano tem empreendido na vida política do país, que visa a melhoria da liberdade de imprensa e de expressão, a preservação de uma nação mais unida, onde cada cidadão se sente livre do preconceito e da desigualdade económica e social.

A directora de informação do jornal diário estatal “Daily News”, Maria Leshonwane, afirma que tem acompanhado, com muita atenção, os feitos de governação do Presidente João Lourenço, focados, na sua opinião, em prol de todos os angolanos, sem distinção de cor partidária, de forma a preservar a soberania, a unidade nacional, a paz, a tolerância e a democracia.

Segundo Maria Leshonwane, o Chefe de Estado angolano tem trabalhado arduamente para a construção de uma sociedade justa, democrática, equitativa, desenvolvida e próspera. Por sua vez, a directora-geral da emissora radiofónica DBS do Botswana, Keitirele Mathapi, realça a luta desencadeada pelo novo líder da nação angolana no combate à corrupção e à impunidade no país. Keitirele Mathapi destaca ainda a atenção que o Presidente angolano tem prestado ao sector social, fundamentalmente na Educação e Saúde, além do incentivo que tem dado aos jovens, no capítulo da sua formação e inserção do empresariado nacional.

A imprensa botswanesa encoraja o Presidente da República, João Lourenço, a prosseguir com os seus desafios em prol da construção de uma sociedade mais justa, na qual cada cidadão participe no fortalecimento da democracia e desfrute do bem-estar e progresso social.

Após esse momento, e ainda no velório, o Comandante em Chefe das Forças Armadas Angolanas transmitiu condolências à família enlutada. Renderam igualmente homenagem ao malogrado almirante o procurador-geral da República, deputados, governantes e altas patentes militares (no activo e na reserva).

O chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas, Geraldo Sachipengo Nunda, que esteve no velório, considerou o almirante “Roca Mónita” um combatente da primeira linha. Como legado, segundo o general de Exército, o malogrado deixa a dedicação ao trabalho e excelentes relações humanas. Já o comandante do Exército, Gouveia Sá Miranda, salientou que as Forças Armadas Angolanas perderam um valoroso combatente que nos momentos mais difíceis soube manter os meios juntos das unidades para o cumprimento das missões. Os restos mortais do Almirante foram a enterrar ontem no cemitério Alto das Cruzes, em Luanda.

Últimas Notícias