loader

Filha mata a mãe à catanada na Huila

Uma cidadã de 22 anos é acusada de ter morto a sua mãe, de 66 anos, à catanada, por volta das 8 horas de Sábado, na comuna da Huila, a 20 quilómetros a sul da sede do município do Lubango, revelou, ontem, o porta- voz em exercício do Comando da Polícia Nacional nesta província.

Por: João Katombela, na Huíla

Após se recuperar de um ataque de epilepsia, segundo o inspector Luís Filipe Zilungo, a jovem desferiu vários golpes na região craniana da anciã, causando a sua morte imediata. Com esta acção bárbara, a acusada, cujo nome não foi revelado, surpreendeu os habitantes da localidade de Mumbango.

“Ela empunhou um instrumento corto-perfurante (catana), com o qual desferiu vários golpes tendo atingido a região craniana, o que causou a morte imediata” explicou. Acrescentou, de seguida, que “a acusada já está detida”. Já no Domingo, as forças da Ordem foram chamados a remover uma jovem de 32 anos de idade que foi encontrada morta no interior da sua residência, sita no Bairro Comandante Nzage, arredores da cidade do Lubango, província da Huíla.

O facto foi comunicado à Policia Nacional pelos moradores da mesma zona que, ao notarem a ausência dela, arrombaram a porta da residência e a encontraram estatelada. Segundo o inspector Luís Zilungo, que fazia o balanço das últimas 72 horas, o crime ocorreu por volta das 20 horas de Domingo, 18, e os seus presumíveis autores ainda não foram identificados. “Há probabilidade de que ela tenha morrido por asfixia”, disse.

Luís Zilungo declarou que a Polícia está a trabalhar no sentido de identificá-los e os capturar para que sejam responsabilizados criminalmente. No mesmo período (de Sexta a Domingo), o Comando Provincial da Polícia Nacional da Huíla registou a ocorrência de 12 crimes de natureza diversa, menos sete que no igual período anterior. Segundo o porta-voz em exercício, a prática destes crimes resultou na detenção de sete cidadãos nacionais.

Quanto à sua tipicidade, estão classificados em dois homicídios, injúria contra a autoridade, dois casos de fogo posto, três ofensas corporais e quatro furtos. O município do Lubango continua a ser o mais delituoso. Só neste fim-de-semana, foi “palco” de sete crimes diversos, seguido dos municípios de Caconda, Caluquembe, Gambos e Cacula.

Últimas Notícias