loader

MSA realiza concurso académico com homenagem a Pepetela

Depois de, em 2017, terem homenageado o malogrado escritor angolano Uanhenga Xitu, neste ano, o Movimento de Solidariedade Angolana (MSA), que promove um concurso para os alunos da 7ª e 8ª classes, em Fevereiro e Março, escolheu homenagear Pepetela, pela digressão literária

Por: Alberto Bambi

O MSA realiza um casting onde serão apurados 18 candidatos que participarão na final do concurso de cultura geral e língua portuguesa, que homenageia o escritor Artur Pestana “Pepetela”. Os estudantes participarão numa série de testes orais e escritos sabatinos, a fim de, antes de 31 de Março, se encontrar um vencedor.

“Nesta altura, está em curso um conjunto de provas, principalmente, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, para as crianças que frequentam as primeiras duas classes do ensino secundário do Iº Ciclo, com o propósito de se apurar 18 candidatos que vão disputar o título da edição de 2018”, explicou Leandro Manuel, porta-voz do MAS.

Explicou que a homenagem recaiu ao “Pepetela” pela carreira literária ao nível nacional e internacional. A organização pretende proporcionar às crianças um encontro com o renomado escritor, no dia 17 de Fevereiro, ocasião em que, além das experiências a serem narradas pelo também nacionalista, os finalistas se propõem a fazer uma redacção sobre o Dia do Pai (19 de Março), sob o olhar correctivo e classificador de Pepetela.

“A ideia é o nosso homenageado avaliar quais as redacções melhor feitas, de modo a premia-mo-las”, frisou. Acrescentando que “o casting estava aberto para todos os estudantes com as condições requeridas”. Segundo ele, nas edições anteriores foram poucas as escolas públicas que inscreveram os seus alunos, pois a maior parte dos estudantes deste nível de ensino era proveniente das instituições escolares particulares, sobretudo, da Escola São José de Cluny, por sinal, o estabelecimento de ensino que mais troféus arrebatou.

Importa referir que a inscrição pode ser feita por duas vias, sendo a primeira através das direcções das escolas e a outra pelos pais ou encarregados de educação. “O importante é que os rapazes estejam a frequentar a 7ª e 8ª classes e tenham elas vontade de concorrer”, reforçou Leandro Manuel.

Chuva compromete casting

O primeiro casting, que estava agendado para Sábado passado, não teve o resultado esperado, devido à chuva que assolou a cidade de Luanda, neste mesmo dia. Por isso, o Movimento de Solidariedade remarcou para 24 de Fevereiro, prometendo redobrar os serviços para atender mais de 100 candidatos, conforme assegurou o porta-voz.

Neste certame, os infanto-juvenis serão submetidos a dar soluções a questões básicas sobre Língua Portuguesa, Matemática e Cultura geral. Só desta forma poderão garantir um lugar entre os 18 apurados para a fase final, a ser disputada todos os Sábados do mês de Março, sob o sistema de eliminatória gradual.

As duas últimas edições do concurso do MAS foram ganhos pelas escolas do Bom Sucesso e de São José de Cluny, respectivamente, em 2017 e 2016. Recorde-se que o último estabelecimento de ensino é o que arrebatou mais troféus do género.

Últimas Notícias