loader

Carta do leitor: Invasores ocupam terras no Kikuxi

Ilustre José Kaliengue, Director do Jornal OPAÍS, bom dia e excelente semana de trabalho. Endereço também os meus cumprimentos a toda equipa do jornal da nova Angola. Caro Director, a ocupação ilegal de terrenos na zona do Kikuxi está por demais.

POR: Tio Kanzala

Muitos espaços cujos proprietários não estão lá em permanência vão sendo ocupados de forma assustadora e revoltante para quem mora, visita ou vai comprar algo no Kikuxi. O que mais me impressiona é que tudo acontece à luz do dia. A uma velocidade nunca vista. Abrem cabocos e levantam paredes de bloco e cimento num momento em que a maioria se queixa constantemente da falta de dinheiro. Os invasores e seus clientes depositam inúmeras carradas de areia, burgau e brita. Aonde esta gente consegue tanto dinheiro para de repente construírem em muitos hectares de terra? São terrenos de 30, 20 e 10 hectares. Alguns dos quais estavam vedados ou cercados de árvores de frutos com portas de entrada que exigem respeito a qualquer um. Só visto…… O Kikuxi està uma anarquia. com pequenos bairros de casebres no seu interior. Seria óptimo a chefia de reportagem do Jornal OPAÍS mandar pra lá uma equipa. A TPA, a TV Zimbo, a Rádio Luanda, Rádio MFM, Ecclésia, Lac, Rádio Mais do Man Gomito, Despertar da UNITA, Rádio da Universidade Metodista e todos os jornais públicos e privados devem prestar atenção a este caso e à própria região do Kikuxi, situada no município de Viana. La há muita coisa para reportar. O péssimo acesso a todas as ruas. O mau estado do canal de água que alimenta milhares de vidas humanas. As construções anárquicas. A falta de energia eléctrica. A delinquência e as mortes constantes de banhistas que teimosamente mergulham no canal até completamente nús. A Polícia destacada no primeiro regulador de água tem conhecimento desta triste situação. Os agentes pertencem ao COPOE, Comando de Protecção de Objectivos Estratégicos. Não tenho a certeza se eles informam aos seus superiores hierárquicos, mas, se não o fazem estão a falhar de forma grave. Os verdadeiros donos dos terrenos ocupados andam diariamente pelas esquadras e outras instituições de Polícia e Justiça para recuperarem o que é seu. Mas é um baile que nem com convite dá para entrar. Espero não ser mal-entendido, mas na verdade estamos perante uma falta de autoridade aflitiva. Então, os invasores mandam mais que o Governo Central, provincial, administrações municipais, comunais e a própria Policia? Façam como já dizia o mais velho Chico de Castro: Se há desordem, falta de cumprimento às leis, dão um pontapé forte no traseiro de um e verão que os restantes ficarão todos de sentido.

Últimas Notícias