loader

Angola e África do Sul estreitam relações bilaterais

Matamela Cyril Ramaphosa, eleito a 15 de Fevereiro como o novo Presidente da África do Sul, escolheu Angola para a sua primeira visita de trabalho como Chefe de Estado.

POR: Neusa Filipe

O Presidente da República da África do Sul, Matamela Cyril Ramaphosa, efectuou, ontem, uma visitita de trabalho a Angola, ao longo da qual manteve, no Palácio Presidencial na cidade Alta, um encontro com o seu homólogo angolano, João Lourenço, que serviu para o reforço dos laços de amizade e cooperação. A primeira visita de trabalho do recém-eleito Presidente da República da África do Sul, Matamela Cyril Ramaphosa à República de Angola, teve a duração de algumas horas. Em declarações à imprensa nacional e estrangeira, no final da sua visita, no aeroporto internacional 4 de Fevereiro, Ramaphosa considerou positivo o encontro que manteve com o seu homólogo, João Lourenço, com quem abordou questões ligadas à cooperação bilateral e à segurança na região da SADC.

O Presidente sul-africano justificou a escolha de Angola como o primeiro país para a sua visita de Estado, apoiando-se na relação muito especial e histórica existente entre os dois países. Segundo ressaltou, “Angola contribuiu muito e consentiu muitos sacrifícios para que a África do Sul fosse livre”. Ramaphosa garantiu que Angola e África do Sul continuarão a trabalhar para o alcance da paz e da segurança na região. Esta constitui a primeira visita de Matamela Cyril Ramaphosa desde a sua eleição como sucessor de Jacob Zuma, a 15 de Fevereiro do ano em curso. Já na pele de chefe de Estado, o antigo sindicalista e activista anti-Apartheid eleito como quinto Presidente da África do Sul, prometeu defender os interesses do povo sulafricano, acima de tudo, com humildade, fidelidade e dignidade.

Angola e África do Sul têm um longo percurso histórico de amizade e cooperação que foi reforçado na primeira visita efectuada em Novembro último pelo Presidente João Lourenço à África do Sul, então liderada por Jacob Zuma, dentre os quais a de supressão de vistos em passaportes ordinários para os cidadãos dos dois países. Em Julho de 2017, os dois países realizaram a IV Sessão da Comissão de Cooperação Bilateral, para balancear o cumprimento dos acordos e memorandos assinados na reunião anterior (Outubro de 2013), período em que foram estudados os mecanismos de melhor implementação destinados a impulsionar as relações bilaterais e de cooperação estratégica. Têm como instrumentos jurídicos de cooperação, um Acordo Geral de Cooperação Económica, Científica e Técnico-Cultural, assinado em Abril de 1998, e outro para o Estabelecimento da Comissão de Cooperação Bilateral, rubricado em Novembro de 2000. Entre 2003 e 2007, os dois países analisaram a cooperação institucional duas vezes, a nível da Comissão Mista Bilateral.

Últimas Notícias