loader

Policia comparece na residência de Netanyahu

A Polícia israelita compareceu nesta Sexta-feira na residência do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, onde segundo a imprensa deveria ouvir o seu depoimento no âmbito das investigações por casos de corrupção que ameaçam o seu governo.

Dois veículos da Polícia entraram na residência, em Jerusalém, às 9H00 horas locais. A esposa do premier, Sara Netanyahu, deve ser interrogada na sede da Polícia, de acordo com a imprensa local. Os policias pretendem ouvir de modo separado Netanyahu e a esposa para averiguar se eles tentaram obter algum benefício de Shaul Elovitch, o principal accionista da Bezeq, o maior grupo israelita de telecomunicações.

Embora o primeiro-ministro, no poder há 12 anos, não tenha sido oficialmente indiciado em nenhum dos pelo menos seis casos que o envolvem directa ou indirectamente, o ambiente vai ficando mais complicado e o acúmulo de reveses cria uma atmosfera cada vez mais pré-eleitoral.

Uma das pessoas detidas na última semana de Fevereiro, Shlomo Filber, ex-director geral do Ministério das Comunicações e conhecido como um dos poucos homens de confiança de Netanyahu, negociou com os investigadores um acordo de cooperação em troca da posição de testemunha protegida, com garantias de não ser enviado para a prisão, segundo informações da imprensa confirmadas pela Polícia.

Filber é suspeito de ter actuado, quando ocupava o cargo no ministério, como intermediário entre os Netanyahu e Elovitch, director da Bezeq e do influente portal de notícias Walla. A Polícia quer apurar se os Netanyahu tentaram assegurar uma cobertura favorável do Walla em troca de favores do governo, que poderiam ter significado centenas de milhões de dólares para a Bezeq, afirma a imprensa.

Últimas Notícias