loader

Reservas Internacionais Líquidas fixaram-se em 13,07 mil milhões usd em Janeiro

As reservas Internacionais Líquidas (RILs) situaram-se em cerca de 13,07 mil milhões uSD no mês de Janeiro, uma redução de 2% face ao mês de Dezembro. O nível das RILs em Janeiro, apesar de ser o menor desde o início da série histórica em 2011, representou a menor redução mensal nos últimos sete meses, que poderá reflectir a introdução de alterações no mercado cambial, como o novo modelo de venda de divisas, a alteração da moeda de referência nos leilões de divisas e a aplicação do regime de câmbio flutuante com banda

O Comité de Política Monetária manteve as taxas de referência inalteradas. O Comité de Política Monetária (CPM) decidiu não alterar as taxas de juro de referência. A Taxa Básica BNA mantém-se em 18% e a Facilidade Permanente de Cedência e Absorção, em 20% e 0%, respectivamente.

A decisão da segunda reunião de 2018 realizada pelo CPM do BNA foi suportada pela recente evolução dos indicadores económicos, com destaque para o Índice de Preços no Consumidor Nacional, que aumentou 1,47% em Janeiro de 2018, taxa superior em 0,27 p.p. ao registo do mês anterior, e as Reservas Brutas, que reduziram 1,51%, fixando-se em 17,717 mil milhões USD em Janeiro, que garante a cobertura de até 7,37 meses de importação de bens e serviços.

O índice dos produtos de preços vigiados registou um aumento de 2,44% em Janeiro. O Índice dos Produtos de Preços Vigiados (IPPV) registou incremento de 2,44% ao longo do mês de Janeiro de 2018.

O IPPV, que é elaborado com base em uma amostra recolhida em cinco províncias do país – Cabinda, Cuanza-Norte, Huambo, Luanda e Lunda-Norte – e composto por trinta e dois produtos vigiados, aumentou em Janeiro de 2017. Destaca-se que em termos homólogos, a variação registou um incremento de 3,1 p.p., sendo que em Janeiro de 2017 a variação situou-se em -0,66%.

Espaço internacional EUA

O crescimento do PIB anualizado norte-americano referente ao 4º trimestre de 2017 atingiu 2,5%, uma desaceleração de 0,5 p.p. em comparação ao período anterior. A redução da procura externa por serviços, no último trimestre do ano, em -3,3%, poderá ter penalizado a taxa de crescimento que fixou-se abaixo das taxas dos dois trimestres anteriores. O aumento dos salários, dos gastos das famílias e do preço das acções contribuíram positivamente para o crescimento.

Zona euro

A Taxa de inflação referente ao mês de Janeiro de 2018 na da Zona Euro atingiu 1,3%, o que corresponde a uma redução de 0,1 p.p. face ao mês anterior, e já representa uma desaceleração em dois meses consecutivos. Depois de ter registado uma taxa de inflação de 1,5% no mês de Novembro, o índice de preços na Zona Euro voltou a desacelerar, crescendo 0,7 p.p. abaixo da inflação target do bloco dos 19 países da moeda única. Ainda que a economia do euro esteja em forte recuperação, a inflação abaixo do objectivo coloca desafios à autoridade monetária, numa altura em que começa a preparar a normalização da política monetária.

África do sul

A balança comercial registou défice de 27,7 mil milhões ZAR no mês de Janeiro, revertendo 12 meses consecutivos em que se verificaram superavits.

As exportações contraíram 23,5 mil milhões ZAR face ao mês de Dezembro e as importações aumentaram cerca de 19,4 mil milhões ZAR, resultante do efeito sazonal que caracterizam o mês que segue o período natalício.

Os principais destinos das exportações sul-africanas foram a China, com 9,5% do total, EUA com 7% e Alemanha com 5,9%. No que se refere as importações, 20,4% derivam da China, 9,5% da Alemanha, 6,8% da Arábia Saudita e 5% proveniente dos EUA.
as

Últimas Notícias