Matias Castro e Silva aposta na formação de quadros

O novo presidente da Federação Angolana de Ténis (FAT) para o quadriénio 2016/2020, Matias Castro, disse que vai apostar nos próximos tempos na formação de dirigentes, treinadores, monitores e juízes.

POR: Madona Lourenço

No acto da tomada de posse dos novos corpos sociais, no Hotel Celeste, no Bairro da Polícia, em Luanda, adiantou que o importante é trabalhar para tirar a modalidade do marasmo em que se encontra. “Vamos trabalhar para recuperar e criar condições para dar um estatuto internacional ao ténis”, frisou o presidente da FAT. Matias Castro disse que vai a busca de patrocinadores para o desenvolvimento da modalidade consta da sua agenda.

Por isso, tem um plano esboçado para a angariação de patrocínios, aliás é importante voltar a escrever o nome de Angola na região Austral do continente, bem como fora. Deste modo, a nova direcção assume com responsabilidade e optimismo os desafios da federação neste ciclo olímpico para alcançar os objectivos definidos. Depois das questões administrativas por se resolver, o novo elenco da FAT, segundo Matias Castro, apostou numa equipa coesa e forte.